Pedigree

Aqui temos um pedigree da “Confederação Brasileira de Cinofilia”, o órgão superior dos clubes de criadores de cães no Brasil. Esta “Confederação Brasileira de Cinofilia” é filiada a “FCI”, uma organização internacional e autoridade máxima em padrões de raça.

pedigree

 

O que é??

Você já se imaginou não tendo um documento de identidade? Seu primeiro documento é a certidão de nascimento, onde vem o nome de seus pais, a data e horário de seu nascimento, a região onde nasceu. Não é isso?

Pois é, o Pedigree é uma certidão de nascimento, onde constam os nomes dos pais, dos avós, dos bisavós, além dos dados pessoais do cão.

O pedigree é um documento emitido pela Confederação Brasileira de Cinofilia – CBKC, órgão máximo da cinofilia no Brasil. O pedigree emitidos pela CBKC é o único certificado brasileiro reconhecido internacionalmente pela Federation Cinologique Internacionale – FCI.

O pedigree, na verdade, tem um custo apenas simbólico para o criador, mas sua importância é incalculável. Em São Paulo /SP custa aproximadamente R$80,00 para criadores que não sejam sócios do Kennel Club de Brasília e metade disto para os sócios.

Nele, é registrado toda linha de ancestrais, além do nome do criador ou canil responsável pela venda do seu cão. Consta também no pedigree os títulos (homologados) conquistados pelo cão e seus ancestrais. Enfim é a segurança de estar adquirindo um cão que busca atender o padrão de qualidade exigido pelas entidades internacionais.

Para que serve o pedigree?

Bem, primeiramente para identificar o cão, nele constam o nome do cão, data de nascimento, número de registro (pedigree), sexo, raça e a cor do cão. Também consta o nome do canil (ou proprietário do canil) onde o cão nasceu e o proprietário do cachorro.

Alguns criadores preocupados com a identificação dos cães saidos de seus canis, e também por ser uma exigência para homologação de títulos dos cães no Brasil
Depois o pedigree é importante para que criadores conheçam as linhas de sangue de onde vem este cão. No pedigree temos o nome do pai do cão, seguido pelos avós e bisavós. E o da mãe, seguido de seus progenitores. Abaixo de cada nome, existe o número de Registro de cada um, cor e o (s) titulo (s) homologados obtidos em exposições de estrutura e beleza. No caso de cães importados pode não aparecer a cor e os títulos de seus ancestrais e o número de registro deles aparecerá de acordo com a forma de registro nos seus paises de origem.

Bem isso é um pedigree… e através dele poderemos escolher as parcerias corretas para futuros acasalamentos, escolhendo a forma que mais apreciarmos, line-breedings ou in-breedings (mas isto é outro assunto) de forma a buscar filhotes de acordo com o padrão exigido para cada raça pelas entidades internacionais.

Enfim, o pedigree é o documento que identifica teu cão, é o unico certificado que te dá a certeza de que este cão é um exemplar de raça pura e que não foram feitos cruzamentos com consanguinidades indesejadas entre os antepassados de teu cão. Também permite que você evite fazer cruzamentos indesejados.

Por que um cão não tem pedigree?

Um motivo para isto é que o cão pode ser mestiço ou possuir algum defeito que o impossibilitou de obter registro.

Qual a importância de títulos e do pedigree?

Como já falei o pedigree, na verdade, tem um custo apenas simbólico para o criador, mas sua importância é incalculável. Mesmo que a pessoa não esteja interessada em colocar o cão em Exposições, deverá adquirir um filhote com pedigree. Este documento é a garantia da procedência do animal e a ÚNICA garantia de que teu cão é de raça pura.

Não há por que cobrar mais caro por um pedigree, isso é obrigação de qualquer bom criador…
O que custa mais caro é um filhote com qualidade!!

Por que um filhote de qualidade custa caro?

Para se ter uma criação de qualidade, é necessário muito estudo, acompanhamento veterinário, ração de qualidade, medicamentos, muitas vezes importados, infra estrutura no canil, investimento em Exposições e muito mais mesmo. Tudo isso gera enormes custos.

Alguns criadores além de todos os investimentos financeiros, se dedicam a tal ponto a uma ninhada que, dormem com a fêmea, durante os primeiros dias, se desdobrando para dar atenção, às vezes, a até 12 filhotes, entre outras coisas….

Com certeza, um Canil que faz todos esses investimentos e que despende um cuidado tão grande, irá valorizar seus “bebês” na hora da venda. Não existe milagres, custa caro criar com qualidade, filhotes bons tem um custo proporcional.

O canil Granville é filiado ao CLUBE PAULISTANO DE CINOFILIA
Av. Dos Imarés, 626 – Moema – SP – Cep: 04085-001
Tel.:: (11) 5093-2994 / 5531-1703
E-mail: clubepaulistano@uol.com.br

E é filiado a sistema CBKC, nº de Registro do Canil 1276/03